Elections in Poland and the rise of conservatism

Polish President Andrzej Duda (The day after tomorrow's photo)

Authors: Pedro Henrique de Castro Gonçalves e Beatriz Canazzo Santáguita

A eleição presidencial da Polônia, em plena pandemia da Covid-19, pode ter alterado o rumo do país. Uma disputa acirrada entre dois candidatos, Rafal Trzaskowski, de alinhamento centro-direita e uma política liberal, teve 48,79%, enquanto Andrzej Duda teve 51,21% dos votos (El Pais,2020), conseguindo, like this, se reeleger. O político ultraconservador rege o país desde 2015, em um sistema semipresidencialista, acumulando o cargo de Chefe de Estado com a pasta internacional. Já o Primeiro-Ministro, Chefe de governo, determina as questões internas. A reeleição de Duda reflete a questão ideológica da população polonesa, uma vez que a maioria apoia seu discurso nacionalista, religioso e contrário ao grupo LGBT.

Sendo assim, desde a sua reeleição em julho de 2020, intensificaram-se os conflitos com a União Europeia (UE). Em setembro, houve protestos, principalmente na cidade de Varsóvia, pois a capital polonesa se declarou uma “zona livre de LGBT’s”, o que significa que não apoia a causa, nem os membros dessa comunidade. Em resposta a esse acontecimento a União Europeia cortou as verbas do governo local varsoviano, porém a Polônia afirmou que irá dar dinheiro para a cidade.

Analisando a partir desse cenário, pode-se dizer que o crescimento de uma política mais conservadora pode afetar essa relação entre o bloco europeu e a Polônia. Esses acontecimentos são repudiados pela UE, pois violam direitos das pessoas LGBT constantes da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia. Uma possível consequência desse fato seria uma punição ao país, como um corte orçamentário, ou até mesmo não ajudar o país frente a questão da pandemia e, no longo prazo, a possibilidade de retirada do país do bloco por não condizer com seus princípios.  

REFERÊNCIAS

D W. Extrema direita e ativistas LGBT se enfrentam em ato na Polônia. Available in: https://www.dw.com/pt-br/extrema-direita-e-ativistas-lgbt-se-enfrentam-em-ato-na-pol%C3%B4nia/a-54594446. Access in: 18 set. 2020.

EL PAÍS. Ultraconservador Andrzej Duda é reeleito presidente da Polônia. Available in: https://brasil.elpais.com/internacional/2020-07-13/ultraconservador-andrzej-duda-e-reeleito-presidente-da-polonia.html. Access in: 18 set. 2020.

FOLHA UOL. Presidente é reeleito na Polônia e fortalece política conservadora. Available in: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2020/07/boca-de-urna-indica-empate-entre-presidente-e-opositor-na-polonia.shtml. Access in: 18 set. 2020.

GLOBO. Chefe da União Europeia critica ‘zonas livres de LGBTsda Polônia. Available in: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/09/16/chefe-da-uniao-europeia-critica-zonas-livres-de-lgbts-da-polonia.ghtml. Access in: 18 set. 2020.

+ posts

O Núcleo de Estudos e Negócios Europeus (NENE) está ligado ao Centro Brasileiro de Estudos de Negócios Internacionais & Diplomacia Corporativa (CBENI) da ESPM-SP. Foi criado considerando a necessidade de estimular a comunidade acadêmica brasileira e latino-americana a compreender melhor suas relações com os europeus, buscando compreender e aprofundar a Parceria Estratégica Brasil – União Europeia.