ISSN 2674-8053

A posse do rei Charles III na monarquia britânica e seus impactos

Julian Simmonds/AFP

 Por Lais Pieruccetti  e Vitória Dotto

No dia 10 de setembro de 2022, Charles III, aos 73 anos, foi oficialmente proclamado o novo monarca do Reino Unido, abrindo uma nova era na história de um país que se despede da rainha Elizabeth II, sua mãe, guia e símbolo de estabilidade por sete décadas. A rainha se consolidou como uma chefe de Estado bastante ativa e participativa nos assuntos públicos, e o atual monarca declarou estar profundamente consciente da grande herança, dos deveres e pesadas responsabilidades da soberania, que agora o são transmitidos.

Fundamentalmente, é necessário ressaltar os desafios dessa transição na monarquia britânica. Nenhum soberano inglês demorou tanto tempo para assumir o trono, e o rei Charles III, ainda precisa enfrentar críticas da opinião pública dentro de um período delicado para uma monarquia que enfrenta múltiplos desafios, desde o desejo de alguns países da Commonwealth de se distanciar até as críticas ao seu passado colonial e escravista. Além disso, o Reino Unido enfrenta sua pior crise econômica em 40 anos, e viu quatro primeiros-ministros passarem em seis anos.

A revista britânica The Economist divulgou que no início de setembro, enquanto a popularidade de Elizabeth II estava em torno de 70%, a popularidade de Charles girava em torno de apenas 35% entre 1.500 pessoas entrevistadas. Com isso, o primeiro desafio do monarca será lidar com o distanciamento do público e questionamentos da legitimidade da monarquia britânica, como a liderança do Reino Unido na Commonwealth, que têm o monarca do país como seu chefe de Estado. A Carta da associação expressa o compromisso dos Estados membros com o desenvolvimento de sociedades livres e democráticas, bem como a promoção da paz e prosperidade para melhorar a vida de todas as pessoas da comunidade. Conhecida como a Comunidade das Nações, a associação de  56 estados soberanos, maioria ex-colônias britânicas, atualmente, 14 dos Estados-Membros são reinos da Commonwealth. A maioria dessas nações podem ser definidas como monarquias constitucionais em que o rei não está envolvido na gestão cotidiana do governo, mas tem um papel importante do ponto de vista cerimonial e simbólico.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que o país eventualmente se tornará uma república, acrescentando: “Este é um debate amplo e significativo. Não acho que seja um debate que vá ou deva acontecer rapidamente.”. Outros países também se identificaram com a fala da primeira-ministra, sendo assim, cabe a Charles III administrar o seu legado com essa questão que aparece na nova era.

Ademais, a crise econômica perturba o Reino Unido. Sob a maior onda inflacionária em quatro décadas, o aumento do custo de vida desencadeou grande frustração entre seus cidadãos, dando origem a um número cada vez maior de greves e ao surgimento de iniciativas de boicote às contas de luz e gás. Esses fatores aumentam as chances de questionamentos, não apenas do governo, mas também do próprio papel da monarquia na cena contemporânea.

Portanto, é importante que as questões principais como, a impopularidade do atual monarca, a defesa da monarquia nos dias atuais e também a situação econômica fragilizada no Reino Unido. Questões como essas abrangem um sentimento de alerta para esses novos desafios vindos com a posse do Rei Charles III. É imprescindível que o novo rei do Reino Unido tenha conhecimento sobre os obstáculos que serão enfrentados durante seu reinado, para que estratégias e estudos sejam realizados para reverter possíveis situações de risco à monarquia inglesa.

Referências:

EstadoDeMinas. – Charles III é proclamado novo rei do Reino Unido. Disponível em: <https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2022/09/10/interna_internacional,1392699/charles-iii-e-proclamado-novo-rei-do-reino-unido.shtml>.  Acesso em: 26 set. 2022.

TheCommonwealth – Disponível em: <https://thecommonwealth.org/our-member-countries>. Acesso em: 26 set. 2022.

CNN, Brasil- Após a morte da rainha, saiba como fica a relação de Charles III com a Commonwealth. Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/apos-morte-da-rainha-saiba-como-fica-relacao-de-charles-iii-com-a-commonwealth/>. Acesso em: 26 set. 2022.

Núcleo de Estudos e Negócios Europeus
O Núcleo de Estudos e Negócios Europeus (NENE) está ligado ao Centro Brasileiro de Estudos de Negócios Internacionais & Diplomacia Corporativa (CBENI) da ESPM-SP. Foi criado considerando a necessidade de estimular a comunidade acadêmica brasileira e latino-americana a compreender melhor suas relações com os europeus, buscando compreender e aprofundar a Parceria Estratégica Brasil – União Europeia.

Deixe uma resposta