ISSN 2674-8053 | Receba as atualizações dos artigos no Telegram: https://t.me/mapamundiorg

Europa

A geopolítica do tribunal penal internacional: uma análise dos padrões divergentes e influências políticas
Américas, Estados Unidos, Europa, Israel, Oriente Médio, Rússia, Ucrânia

A geopolítica do tribunal penal internacional: uma análise dos padrões divergentes e influências políticas

O Tribunal Penal Internacional (TPI) foi estabelecido em 2002 com a missão de julgar indivíduos acusados de genocídio, crimes de guerra, crimes contra a humanidade e crimes de agressão. No entanto, as ações e decisões do TPI são frequentemente percebidas de maneira desigual pelos diferentes países, especialmente pelos Estados Unidos, que têm um histórico de críticas e desconfianças em relação ao tribunal. Este artigo compara os recentes casos da Rússia, Israel e outros países, analisando a postura dos políticos norte-americanos e explorando como o financiamento e as indicações dos membros do TPI estão sujeitos a influências políticas. A invasão russa da Ucrânia em 2022 trouxe uma série de investigações pelo TPI sobre alegações de crimes de guerra. A resposta internacional foi de ap...
O efeito Ozempic na economia dinamarquesa
Dinamarca, Europa

O efeito Ozempic na economia dinamarquesa

Artigo elaborado por Helena Holland, Isabella Xambre, Camila Freddi A pressão estética do emagrecimento chegou a um outro patamar: o econômico. Celebridades, como  Khloe e Kim Kardashian, vem aparecendo cada vez mais magras em eventos e redes sociais, levando os usuários a questionarem suas dietas e exercícios físicos, uma vez que as mesmas ditam o mundo da moda.  Assim, se tornou público o grande segredo das figuras de Hollywood, o Ozempic, um medicamento desenvolvido pela farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk para diabéticos, que tem como princípio ativo a substância liraglutida, que substitui a ação de um hormônio chamado GLP1, fazendo com que a pessoa se sinta mais satisfeita, gerando uma perda de peso acelerada. O aumento de mais de 25% nas vendas deste produto, ...
O obscuro passado da indústria alemã
Alemanha, Europa

O obscuro passado da indústria alemã

Artigo elaborado por Bruna Marques e Raphael Krykorka Revelações sobre um passado oculto de grandes empresas alemãs evidenciaram severos crimes que moldaram a história da indústria alemã. Após a ascensão de Adolf Hitler à chancelaria de Weimar em 1933, iniciou-se a consolidação da ideologia nacional-socialista no país. Era fato que o chanceler alemão influenciava a produção interna alemã por meio de pressão política, fiscal e regulatória, porém, transnacionais compartilhavam de seus ideais ocultamente. Relevantes empresas do terceiro setor alemão voluntariaram-se para auxiliar o regime hitlerista, ao iniciarem secretamente um processo de trabalho compulsório análogos à escravidão nas fábricas, restrito a judeus e eslavos. Nesse contexto, corporações alemãs implementam as prá...
Cúpula da paz de Burgenstock tensiona a posição neutra dos latino-americanos
África, África do Sul, Américas, Argentina, Ásia, Brasil, China, Europa, México, Rússia, Ucrânia

Cúpula da paz de Burgenstock tensiona a posição neutra dos latino-americanos

A Cúpula da Paz de Burgenstock, recentemente realizada na Suíça, tem gerado intensas discussões sobre a posição de neutralidade dos países latino-americanos. Este evento, que reuniu líderes mundiais para discutir questões de paz e segurança global, trouxe à tona uma série de dilemas para as nações da América Latina, que historicamente adotaram posturas neutras em conflitos internacionais. O Brasil, a maior economia da região, tem sido um dos principais defensores da neutralidade em questões globais. O presidente brasileiro destacou, em seu discurso na cúpula, a importância de uma política externa que priorize o diálogo e a mediação, ao invés de alinhamentos automáticos com grandes potências. No entanto, a crescente polarização global, intensificada por conflitos como o da Ucrânia, ...
História das Ilhas Malvinas e seu papel estratégico e geoestratégico
Américas, Argentina, Europa, Reino Unido

História das Ilhas Malvinas e seu papel estratégico e geoestratégico

As Ilhas Malvinas, ou Falkland Islands, são um arquipélago localizado no Atlântico Sul, cerca de 500 km a leste da costa da Argentina. A história das Malvinas é marcada por disputas territoriais, colonizações e conflitos que destacam sua importância estratégica e geoestratégica ao longo dos séculos. A descoberta das Ilhas Malvinas é atribuída a exploradores europeus no século XVI. Embora existam registros de avistamentos por navegadores espanhóis e portugueses, a primeira colonização estabelecida foi pelos franceses em 1764, que fundaram Port Louis na Ilha Soledad. Pouco tempo depois, em 1765, os britânicos estabeleceram Port Egmont na Ilha de Saunders, reivindicando também a soberania sobre o arquipélago. Em 1767, os franceses venderam sua colônia aos espanhóis, que mantiveram o c...
A tensão acumulada no cenário internacional atual: estamos à beira de uma terceira guerra mundial?
Américas, Ásia, China, Estados Unidos, Etiópia, Europa, Índia, Irã, Israel, ONU, Organizações Internacionais, Oriente Médio, República Centro-Africana, Rússia, Ucrânia

A tensão acumulada no cenário internacional atual: estamos à beira de uma terceira guerra mundial?

O cenário internacional contemporâneo está marcado por tensões crescentes que despertam preocupações sobre a possibilidade de um conflito global de grandes proporções, similar à Primeira e à Segunda Guerra Mundial. Para entender se estamos realmente à beira de uma terceira guerra mundial, é essencial traçar paralelos históricos e identificar padrões que possam indicar a repetição de ciclos destrutivos. Entre esses padrões, destacam-se o aumento da xenofobia e as tensões geopolíticas, que hoje se manifestam em diversas partes do mundo. Durante a Primeira Guerra Mundial, a Europa estava imersa em uma rede de alianças complexas e conflitos de interesses nacionais, que culminaram no assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando em 1914 e a subsequente declaração de guerra. De maneira ...
Análise sobre o racismo no futebol espanhol
Espanha, Europa

Análise sobre o racismo no futebol espanhol

Artigo elaborado pelas pesquisadoras Ana Vitória Guerra, Eduarda Vieira e Maria Eduarda D'urso. O racismo na Espanha revela-se como um fenômeno intrinsecamente entrelaçado com o legado colonial do país. Ao longo de séculos, a Espanha exerceu domínio sobre vários territórios em diferentes partes do mundo, impondo sua cultura, língua e sistemas de crenças aos povos colonizados. Nesse sentido, esse processo de colonização  implantou ideologias de superioridade racial que persistem até os dias atuais. Dessa forma, sob a ótica da teoria pós-colonial, o racismo na Espanha não pode ser compreendido separadamente de sua história colonial, pois as narrativas e práticas coloniais continuam a moldar as dinâmicas sociais, políticas e culturais do país. A princípio, a falta de uma l...
Inteligência Artificial e a queda da popularidade da monarquia britânica
Europa, Reino Unido

Inteligência Artificial e a queda da popularidade da monarquia britânica

Artigo elaborado pelas pesquisadoras Luiza Preisner, Maria Clara Liguori Martins e Nicole Guazzelli Consentini A Revolução Gloriosa, a última fase da Revolução Inglesa no século XVII e a ascensão de Guilherme de Orange ao poder da Inglaterra, mudaram a política do Estado. Essa revolução resultou no fim do poder absolutista e implementou uma monarquia constitucional na qual o rei permanecia no trono inglês como chefe de Estado, mas com poderes reduzidos, enquanto um sistema parlamentarista entrou em vigor transformando a função da monarquia real em grande parte simbólica. No entanto, a família real britânica continuou sendo extremamente relevante devido à sua tradição, imagem carismática e caridosa, usufruto de suas estratégias de comunicação, para com seus súditos, influenciand...
Reforma do Conselho de Segurança da ONU: entre hegemonias e a busca por multipolaridade
Américas, Ásia, China, Estados Unidos, Europa, França, Reino Unido, Rússia

Reforma do Conselho de Segurança da ONU: entre hegemonias e a busca por multipolaridade

A reforma das Nações Unidas, especialmente do Conselho de Segurança, tem sido um tema recorrente nos debates internacionais, intensificado pelos recentes conflitos na Ucrânia e entre Israel e Palestina. A crítica à proposta de reforma defendida pelos Estados Unidos reflete preocupações sobre a manutenção de hegemonias e a falta de representatividade global na governança internacional. O sistema atual do Conselho de Segurança da ONU, criado após a Segunda Guerra Mundial, confere a cinco potências vitoriosas — Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China — o poder de veto, o que frequentemente impede a organização de agir eficazmente em situações de crise internacional. Este poder de veto tem sido criticado por permitir que essas nações bloqueiem ações internacionais, inclusiv...
Visita do presidente francês, Emmanuel Macron, ao Brasil
Américas, Brasil, Europa, França

Visita do presidente francês, Emmanuel Macron, ao Brasil

Artigo elaborado pelos pesquisadores Beatriz Begalli, Maria Eduarda Jaworski e Matheus Onofre Garcia O presidente francês, Emmanuel Macron, chega ao Brasil em uma visita oficial marcada para o dia 26 de março, sendo essa sua primeira vinda ao território brasileiro. Sua agenda inclui a passagem por 4 cidades brasileiras: Belém, Itaguaí, São Paulo e Brasília, envolvendo diversos temas previstos como: investimentos bilaterais, discussões sobre clima e meio ambiente, acordo Mercosul - União Européia, guerra Rússia e Ucrânia, defesa da democracia, estratégias de combate a desinformação, responsabilização das redes sociais e também sobre a entrada do Brasil para a presidência do G20. O primeiro destino da visita oficial do presidente francês ao Brasil foi Belém, no Pará. O governa...