ISSN 2674-8053

Organizações Internacionais

Desabastecimento no Reino Unido pós Brexit
Europa, Organizações Internacionais, Reino Unido, União Europeia

Desabastecimento no Reino Unido pós Brexit

Por Pedro Gerhardt Corrêa e Priscila Cesarino Taddone Desde a saída do Reino Unido da União Europeia em 2018, diversas mudanças tomaram conta da configuração da ilha, agora sem o apoio do bloco. Ainda assim, o Reino Unido não se aliou a outros países em acordos econômicos de forma a conquistar regalias alfandegárias semelhantes às que possuíam quando faziam parte do bloco europeu. A presente conjuntura culminou no desabastecimento alimentício e de matéria prima, que afetou toda a ilha, tendo como principais representados o gás, as commodities e as bebidas. Embora o problema não possa ter suas causas atribuídas apenas ao Brexit, vale ressaltar que este aumentou exponencialmente as tarifas dos produtos que entram no Reino Unido e que são advindos de países membros da UE. A pandemi...
Posição da União Europeia em relação ao Afeganistão
Afeganistão, Ásia, Organizações Internacionais, União Europeia

Posição da União Europeia em relação ao Afeganistão

Por Giulia Ornellas e Vitor Saatkamp O Afeganistão é um país de grande instabilidade, que vive uma crise contínua desde a Guerra do Afeganistão de 1979. Atualmente, os conflitos civis e crises internas estão se intensificando devido à ditadura implementada pelo grupo Talibã, que, em meados de agosto deste ano, tomou o poder e dominou o país novamente. O regime radical islâmico vem ferindo os direitos humanos dos cidadãos, principalmente da população feminina. Em 2001, o governo americano de George W. Bush, em conjunto com aliados, enviou tropas para depor o regime extremista, e com sucesso, melhorou a situação política e expectativa econômica do país, apesar de ainda enfrentarem muitas dificuldades do ponto de vista humanitário. Com as falhas ocorridas no plano de retirada das t...
O Acordo Contingente de Reservas dos BRICS como alternativa ao Brasil
Américas, Argentina, Brasil, BRICS, Organizações Internacionais

O Acordo Contingente de Reservas dos BRICS como alternativa ao Brasil

Contribuição de cada estado ao Acordo Contingente de Reservas dos BRICS. Em momentos de crise econômica global é importante que os países possam contar com rápido acesso a divisas internacionais a fim de manter sua capacidade de pagamentos internacionais. Em grande medida é essa disponibilidade de reservas que o Fundo Monetário Internacional (FMI) disponibiliza. O problema, neste caso, é que o FMI só libera os recursos mediante o compromisso e implementação de uma série de políticas de austeridade fiscal. O objetivo do FMI é garantir que o país que toma o empréstimo tenha capacidade de devolver o recurso, mas isso costuma levar a um aprofundamento da crise econômica interna (no que é chamado pelos economistas de ações pró-cíclicas). Em 2014, num movimento de criação de alternativas ...
A inserção brasileira nos blocos comerciais internacionais
Américas, Brasil, BRICS, Organizações Internacionais

A inserção brasileira nos blocos comerciais internacionais

Principais parceiros comerciais para cada estado do Brasil A integração global dos processos produtivos é uma realidade já confirmada, mas ainda não bem aproveitada pelo Brasil. Para se ter um exemplo atual da relevância da integração dos países em blocos produtivos basta olhar o caso da Inglaterra. Com sua saída (que sequer está completa) da União Europeia o que se vê é o caos produtivo e de oferta de produtos. Faltam trabalhadores, matéria-prima e produtos para serem consumidos no país, que acreditou ter uma economia autossuficiente. Por mais que não percebamos, cada produto que consumimos depende de ações realizadas nos mais diversos lugares do mundo. A integração desse processo produtivo é chamada de Cadeia Global de Valor, tendo diversas etapas produtivas até o produto final: e...
A fraca participação brasileira nos BRICS
BRICS, Organizações Internacionais

A fraca participação brasileira nos BRICS

Líderes dos BRICS na 13ª Cúpula (foto Alamy) O início de setembro marcou o aniversário de 15 anos dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o que foi registrado na 13ª Cúpula dos BRICS. O evento passou desapercebido pela maior parte da imprensa brasileira, o que demonstra a pouca relevância que o bloco tem recebido por parte do governo brasileiro. Esse baixo interesse leva a uma grande perda de potencial para a política externa brasileira. Alguns números para ilustrar a relevância dos BRICS para o mundo: os países que formam o bloco representam mais de 40% da população mundial e quase 25% do PIB global . Além destes números, também chama a atenção a diversidade geográfica dos países-membros, com presença em todos os continentes. O bloco tem uma agenda importante, ...
Comissão Europeia e pacote de ajuda econômica
Organizações Internacionais, União Europeia

Comissão Europeia e pacote de ajuda econômica

A Comissão Europeia anunciou em maio de 2020, através de Ursula Von der Leyen, presidente da comissão, um pacote de ajuda econômica que pretende emitir títulos de mercado com o objetivo de formar um fundo de recuperação econômica para os 27 países membros, que sofreram e ainda sofrem as consequências da crise causada pela pandemia do novo Coronavírus. O pacote será composto por doações e empréstimos para todos os Estados-Membros da UE. Vale mencionar que, com a crise do Sars-Cov-2, os países começaram a se olhar de forma mais consensual e coletiva, o que não ocorreu em situações anteriores. Os líderes dos 27 Estados-membros se reuniram durante 5 dias (17 - 21 jul) em Bruxelas para discutir sobre o acordo e seus pontos principais.  O valor total do pacote é de mais de € 1,8 tri...
A OTAN e as mudanças no equilíbrio do poder mundial
Europa, Organizações Internacionais, OTAN, Rússia

A OTAN e as mudanças no equilíbrio do poder mundial

Foto: REUTERS/Ints Kalnins No último dia 14 de junho, os chefes de governo dos 30 países aliados que compõem a OTAN se reuniram em Bruxelas. A leitura da declaração(1) conjunta proporciona uma boa compreensão de como a mais poderosa aliança militar da história vê a atual conjuntura mundial, quais são as ameaças que eles identificam e quais caminhos eles irão traçar em assuntos de defesa, sempre mantendo em vista as três tarefas fundamentais da Aliança: prover segurança coletiva, gerenciar crises e fortalecer a cooperação em segurança. Os aliados identificam ameaças provenientes de todas as direções estratégicas, representadas pela competição sistêmica de potências “autoritárias e assertivas”; terrorismo; atores estatais e não-estatais que atuam para minar a ordem internacional, o es...
Relação União Europeia e China
Ásia, China, Europa, Organizações Internacionais, União Europeia

Relação União Europeia e China

A União Europeia é uma das principais parceiras econômicas da República Popular da China, e vice-versa. Levando em consideração a sua meta de evoluir para uma economia sustentável, a China precisa subir na cadeia de valor e incentivar seu mercado interno, logo, necessita de todo apoio que lhe for possível. O bloco europeu é um parceiro fundamental para a China, tanto no âmbito das importações e exportações, quanto em matéria de investimento, já que é destino e fonte de investimento direto estrangeiro, uma vez que a China busca um ambiente estável e juridicamente seguro. Além disso, discutem e cooperam a respeito de política externa, segurança, prosperidade, desenvolvimento sustentável e intercâmbio de pessoas.  Em primeiro lugar, a UE e a China organizam, anualmente, um diálog...
Os BRICS e a vacina da Covid-19, mais uma chance perdida
Américas, Ásia, Brasil, BRICS, China, Europa, Índia, Organizações Internacionais, Rússia

Os BRICS e a vacina da Covid-19, mais uma chance perdida

REUTERS FILE PHOTO A vacinação para o Covid-19 está avançando e o mundo começa a respirar aliviado, mas ele esconde uma realidade muito mais dura e desigual no mundo em que vivemos. O acesso às vacinas, bem como sua produção, é resultado de relações de poder que só reforçam a desigualdade que existe entre os países. Assim que ficou claro o tamanho do problema com o Covid-19, os países mais ricos iniciaram seus esforços para produção de vacinas e para a compra ou bloqueio antecipado das vacinas a serem produzidas. Para se ter uma ideia, até o final de 2020 esses países já haviam garantido 3,8 bilhões de doses. A quantidade comprada por países como Estados Unidos e países europeus superavam largamente a sua população. Só os EUA, por exemplo, compraram vacinas que superavam 5 doses por...
O Império Contra Ataca: G7, EUA, RPC, etc
Américas, Ásia, China, Estados Unidos, Organizações Internacionais, União Europeia

O Império Contra Ataca: G7, EUA, RPC, etc

No segundo episódio do megassucesso de George Lukas, a “Guerra das Estrelas”, sob a liderança do vilão Darth Vader, o Império procura incansavelmente destruir através da galáxia o grupo dos amigos de Luke. — Han Solo, a Princesa Leia, entre outros. Luke fora treinado pelo Mestre Yoda a usar a Força. Quando finalmente Vader captura seus amigos, Luke precisa decidir se vai completar seu treinamento e se tornar um Cavaleiro Jedi ou confrontar Vader e salvá-los. Tem início o duelo final, e frente a Luke ferido, Vader diz que ambos podem se unir e governar a Galáxia. Luke se recusa a se juntar ao assassino de seu pai, mas Vader revela que ele é, na realidade, Anakin Skywalker, o seu pai. Luke se recusa a acreditar e, sem esperanças, se joga no abismo. Na queda, ele se segura em uma pequena...