Líbano

Protestos ou revolução? O nascimento de um novo Líbano
Chipre, Líbano, Oriente Médio

Protestos ou revolução? O nascimento de um novo Líbano

Autora: Letícia Fadlallah A mídia ocidental retratou o motivo da onda de protestos que ocorrem no Líbano desde 17 de outubro de 2019 até o início da pandemia de Covid-19, como uma reação à imposição de uma nova taxação sobre as chamadas de voz do aplicativo WhatsApp, um erro, pois este não é o principal motivo para que os libaneses têm chamado de revolução. As verdadeiras razões por trás da indignação da população, vem de uma estagnação econômica e crise política que, há anos, indigna a população. Antes da pandemia o país sofria com a falta de coleta de lixo pois, segundo o governo, não tinha recursos financeiros suficientes para pagar os caminhões de lixo, o que gerou montantes de resíduos nas ruas libanesas. A tarifa das chamadas de voz foi apenas o estopim para este verdadeiro l...
Mudanças na geopolítica do Oriente Médio
África, Barein, Catar, Egito, Emirados Árabes Unidos, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Líbano, Omã, Oriente Médio, Palestina

Mudanças na geopolítica do Oriente Médio

Árabes e israelenses já foram à guerra várias vezes desde 1948, ano da criação de Israel. A recorrência dos conflitos armados e a chamada Questão Palestina mantiveram a rivalidade entre eles como a principal questão geopolítica do Oriente Médio na segunda metade do século 20 e no início deste século 21. Entretanto, acontecimentos recentes indicam que essa situação começa a mudar. No intervalo de cerca de um mês, em acordos intermediados pelo governo norte-americano, que foram batizados de “Acordos de Abraão”, os governos de Israel, Emirados Árabes Unidos e Barein celebraram tratados de normalização das relações diplomáticas entre os dois países árabes e Israel. As duas nações juntaram-se, dessa forma, ao grupo que até então era composto por apenas outros dois países: Egito e Jordân...
Tragédia no Líbano
Israel, Líbano, Oriente Médio

Tragédia no Líbano

Foto do porto de Beirute depois da explosão de 5/8/2020 (AP Photo/Hussein Malla) A violentíssima explosão ocorrida no porto de Beirute causou mais de duzentas mortes e milhares de feridos. A região do entorno do porto ficou completamente destruída, mas os efeitos da onda de choque causaram estragos mesmo a dezenas de quilômetros do epicentro. Após um momento de perplexidade pela gravidade do ocorrido, a cidade foi tomada por protestos nos quais a população, enfurecida com as autoridades, acusadas de negligência, exigia a renúncia do Primeiro Ministro Hassan Diab, o que acabou ocorrendo no último dia 10 de agosto, apenas 6 dias após a tragédia. A fúria da população se explica. Afinal, tudo indica que a causa da explosão tenha sido a combustão de 2.750 ton de nitrato de amônio, armaze...