ISSN 2674-8053

Crescimento econômico italiano pós Covid-19

Por Luiza Minuci e Patrizia Setton

Após mais de um ano de pandemia, a Itália mostra sinais de crescimento econômico, apesar de ter sido o primeiro país europeu a apresentar casos de Covid-19 e de seus históricos quanto a sua dívida pública e desemprego.

O país tem vivido períodos de baixa no PIB (Produto Interno Bruto) desde a crise financeira global de 2008/2009, em que contraiu-se em mais de 5% e só sinalizou uma melhora em 2015, e, mesmo assim, não possibilitou um alto crescimento, mantendo o dado na faixa dos 4%. A queda no PIB do país foi ainda mais agravada devido à crise da Covid-19, que fez com que a economia italiana – assim como a mundial -, congelasse. Nessa situação, em 2020, o FMI estimou uma perda de 10,5% no Produto Interno Bruto italiano, após uma recessão histórica de 8,9% na economia que não era vista desde o pós-guerra, devido às medidas de restrições, como os lockdowns.

Em 2021, o governo italiano criou medidas a fim de amenizar os efeitos da crise gerada pela pandemia do coronavírus. Em junção às ações já tomadas em 2020, como o alocamento de mais de 1,1 bilhão de euros (Conselho Italiano de Pesquisa e Análise Agrícola de Economia Agrícola) e a herança de maior parte do plano de recuperação econômica da União Europeia, o resultado foi uma ajuda de 750 bilhões de euros. Tais providências incluem planos do governo para cortar tanto os impostos, quanto as cargas tributárias, a partir de uma reforma fiscal que ainda pode ser aprovada futuramente.

Segundo dados apresentados pelo Instituto de Estatísticas Italiano (Istat) em 2021, percebemos que o PIB do país cresceu 2,7% no segundo trimestre  em relação ao primeiro, acontecimento que pode ser explicado pela alta demanda interna, sinalizando um reaquecimento da economia.

O ministro da economia italiano, Daniele Franco, se pronunciou dizendo que  o governo pretende manter suas políticas expansionistas e que há a possibilidade  de a economia superar um crescimento de 5,8% neste ano. Franco seguiu seu discurso alegando que o governo está comprometido a fazer com que a economia  da Itália siga crescendo. Em julho deste ano, o ministro já havia declarado que o país se recuperava em ritmo rápido e já previa que poderia alcançar uma taxa maior que 5%. Os italianos, que não veem performances econômicas como essa há cerca

de 20 anos, mostram-se entusiasmados, assim como os empresários, que  entendem tais dados como elementos de estabilidade e credibilidade internacional.

Em comparação a economia alemã, que prevê um crescimento de 5,2%, as projeções para o ano de 2022 são de que a economia italiana cresça mais de 4%, levando o PIB ao seu valor anterior à pandemia da Covid-19, como foi apontado  pelo Tesouro Italiano. Porém, o atual Primeiro Ministro Mario Draghi, conhecido por salvar a economia europeia na crise de 2012, acredita na importância da cautela, alertando sobre a necessidade de manter a taxa de crescimento atual e não se acomodar sobre os atuais resultados.

Referências Bibliográficas:

AGÊNCIA BRASIL. Alemanha enfrenta dificuldades para atingir previsão de crescimento.        Disponível            em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2021-08/alemanha-enfrenta-dificuldade s-para-atingir-previsao-de-crescimento . Acesso em: 16 set. 2021

BANCO          MUNDIAL.      GDP    –           Italy.    Disponível       em: https://data.worldbank.org/indicator/NY.GDP.MKTP.CD?locations=IT . Acesso em: 16 set. 2021.

ECONOMIA ESTADÃO. PIB da Itália em 2008 tem maior queda desde 1975 . Disponível em:

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,pib-da-italia-em-2008-tem-maior-queda-desd e-1975,331982  . Acesso em: 16 set. 2021

ECONOMIA SOL. PIB da Itália avança 2,7% no 2º trimestre ante trimestre anterior. Disponível em:

https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2021/08/31/pib-da-italia-avanca-27-n o-2-trimestre-ante-trimestre-anterior.htm . Acesso em: 16 set. 2021.

FINANCE YAHOO. Italy’s economy could grow above 5.8% in 2021 – minister. Disponível         em:

https://finance.yahoo.com/news/1-italys-economy-could-grow-134707346.html?guccounter= 1&guce_referrer=aHR0cHM6Ly93d3cuZ29vZ2xlLmNvbS8&guce_referrer_sig=AQAAAA1Hb 2kzYnKjwC5oIvv0QFz75z5KnKJ7v74EqSgajgF4fu6XTiZ8PPzzKGj3byKeStJPfXFPPJ_Y8w M7YqdbGy97DVc52SqlbZnhG_A7pyncOOrmJj4gVUu9G6OGqiXDpH6ZjNzKjfDbv5MMn         . Acesso em: 16 set. 2021.

INTERNATIONAL MONETARY FUND. Italy GDP. Disponível em: https://www.imf.org/en/Countries/ITA . Acesso em: 16 set. 2021

ISTOÉ DINHEIRO. Itália vê PIB crescendo. Disponível em: https://www.istoedinheiro.com.br/italia-ve-pib-crescendo/. Acesso em: 15 set. 2021.

OCDE. Italy. Disponível em: https://data.oecd.org/italy.htm. Acesso em: 16 set. 2021. REUTERS. EXCLUSIVE Italy expects 2021 deficit to be below 10% of national output

-source.          Disponível       em:

https://www.reuters.com/world/europe/exclusive-italy-expects-2021-deficit-be-below-10-natio nal-output-source-2021-09-07/. Acesso em: 15 set. 2021.

REUTERS. Italian economy to grow around 5% this year, says central bank. Disponível em:

https://www.reuters.com/world/europe/italian-economy-grow-around-5-this-year-says-central

-bank-2021-06-11/. Acesso em: 16 set. 2021.

REUTERS. Italy to forecast GDP growth around 6% this year, above 4% in 2022, sources         say.            Disponível       em: https://www.reuters.com/world/europe/italy-forecast-gdp-growth-around-6-this-year-above-4- 2022-sources-say-2021-09-15/ . Acesso em: 16 set. 2021.

REVISTA NEWS. Itália está otimista com o crescimento econômico. Disponível em: https://revistanews.com.br/2021/09/05/italia-esta-otimista-com-o-crescimento-economico/ Acesso em: 16 set. 2021.

SANTANDER TRADE. Economia da Itália. Disponível em: https://santandertrade.com/pt/portal/analise-os-mercados/italia/economia . Acesso em: 16 set. 2021.

TRADING ECONOMICS. Italy GDP Growth Rate. Disponível em: https://tradingeconomics.com/italy/gdp-growth#:~:text=GDP%20Growth%20Rate%20in%20I taly,the%20second%20quarter%20of%202020. . Acesso em: 16 set. 2021.

TRADING ECONOMICS. Italy GDP. Disponível em: https://tradingeconomics.com/italy/gdp . Acesso em: 16 set. 2021.

UOL, 6 MINUTOS. Instituto IFO corta projeção de crescimento da Alemanha em 2021 para      2,5%.            Disponível       em: https://6minutos.uol.com.br/negocios/instituto-ifo-corta-projecao-de-crescimento-da-alemanh a-em-2021-para-25/ . Acesso em: 16 set. 2021

+ posts

O Núcleo de Estudos e Negócios Europeus (NENE) está ligado ao Centro Brasileiro de Estudos de Negócios Internacionais & Diplomacia Corporativa (CBENI) da ESPM-SP. Foi criado considerando a necessidade de estimular a comunidade acadêmica brasileira e latino-americana a compreender melhor suas relações com os europeus, buscando compreender e aprofundar a Parceria Estratégica Brasil – União Europeia.

Deixe uma resposta