Índia

A Índia em comoção
Ásia, Índia

A Índia em comoção

INDRANIL MUKHERJEE/AFP/Getty Images Um conjunto de três leis promulgadas pelo governo indiano em setembro deste ano, regulamentando o processo de comercialização de cereais está mobilizando a população rural da Índia. Em volume cada vez maior, manifestantes avançam em direção a Nova Delhi exigindo a revogação dos três documentos que foram aprovados coletivamente pelas duas casas legislativas - o Lok Sabha (Câmara Baixa), no dia 17, e o Rajya Sabha (Câmara Alta) - em 20 de setembro. Eles modificam o processo tradicional de comercialização de cereais que até então era feito através do “Comitê de Mercado de Produção Agrícola” (APMC), conselho criado pelos governos estaduais para garantir que os agricultores fossem protegidos da exploração pelos grandes varejistas. Os APMCs são atualmente ...
A Ásia de Joe Biden
Américas, Ásia, BRICS, China, Estados Unidos, Índia, Organizações Internacionais, Temas Globais

A Ásia de Joe Biden

Joe Biden (Presidente dos EUA) e Xi Jinping (Presidente da China) em um encontro na China em 2013 - AP Photo Lintao Zhang A Ásia tem sido tradicionalmente um enigma para as administrações americanas, que encontram na região parceiros – ou não – da dimensão de China, Índia, Japão e Coreia do Sul, gigantes econômicos cuja longa história compartilhada revela nuances e apresenta desafios que ultrapassam o ideário simplista do Ocidente “Trump style”. De sua parte, ao longo do século passado, os países asiáticos elegeram a segurança regional como prioridade no relacionamento com os Estados Unidos. Desde o término da II Guerra, os americanos assumiram o compromisso de velar pela manutenção da paz no leste do Pacífico. Este compromisso é antes de Estado que de governo, como comprova o “Taiw...
Os BRICS como um ensaio para o novo Bretton Woods
África, África do Sul, Américas, Ásia, Brasil, BRICS, China, Europa, Índia, Organizações Internacionais, Rússia

Os BRICS como um ensaio para o novo Bretton Woods

Foto: Divulgação/The Economist 2015 é um ano potencialmente importante para o posicionamento internacional brasileiro, foi quando foi criado o Novo Banco de Desenvolvimento (https://www.ndb.int/) pelos países formados do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O Banco veio como uma alternativa aos já consolidados Banco Mundial (https://www.worldbank.org/en/who-we-are/ibrd) e Banco Interamericano de Desenvolvimento (https://www.iadb.org/pt/sobre-o-bid/visao-geral). Ainda que o primeiro também esteja sob forte influência europeia, ambos estão numa esfera de controle dos Estados Unidos. Em termos gerais, o Banco dos BRICS se foca no apoio ao desenvolvimento de obras estruturais, especialmente ligadas à infraestrutura. Por outro lado, tem também uma função política import...
NAVROZ, o Ano Novo parsi
Afeganistão, Ásia, Europa, Índia, Irã, Oriente Médio, Reino Unido, Temas Globais, Turcomenistão

NAVROZ, o Ano Novo parsi

No último dia 16 de agosto a comunidade parsi da Índia celebrou o Navroz, o seu Ano Novo, o dia em que ela se compromete com a renovação da esperança. As residências são arrumadas com esmero, os indivíduos vestem roupas novas, trocam presentes e fazem doações para instituições de caridade. Nada muito diferente do Natal cristão. Tradição de 3000 anos, o feriado de Ano Novo parsi foi criado pelo profeta Zoroastro, de acordo com a lenda. Mas, quem são os zoroastristas e os parsis? O Zoroastrismo é considerado a mais antiga dentre as religiões monoteístas conhecidas, embora haja controvérsias a este respeito. Teve início com as revelações de Zaratustra, a quem os gregos chamavam de Zoroastro. Não há muitas informações sobre a sua vida; acredita-se que teria nascido em Sogdiana, no r...
A indepedência da Índia e do Paquistão: relembrando a história
Ásia, Índia, Paquistão

A indepedência da Índia e do Paquistão: relembrando a história

Ontem e hoje o Paquistão e a Índia celebraram o 73º aniversário de independência da Grã-Bretanha. A do Paquistão ocorreu no dia 14 de agosto de 1947, e a da Índia logo após, nos primeiros minutos do dia 15. Minutos estes que puseram fim aos mais de duzentos anos em que a corte de Saint James reinou sobre o Raj Britânico, a sua “joia da coroa”. Extenuada ao final da II Guerra Mundial e incapaz de manter seu império colonial, a Inglaterra iniciava nesse momento o processo de desfazimento dos seus domínios; já não poderia mais afirmar que “o sol jamais se punha no Império Britânico...” A Índia emergiu como uma nação secular com uma população de maioria hindu e uma grande minoria muçulmana - a terceira maior do mundo, em termos numéricos -, enquanto o Paquistão, com uma população de g...
China e Índia, ou o Dilema do Espelho
China, Índia

China e Índia, ou o Dilema do Espelho

Primeiro Ministro Narendra Modi (Índia) e Presidente Xi Jinping (China) Todos os que somos dos tempos do filme “A Branca de Neve e o Sete Anões”, e os mais jovens também, nos lembramos da pergunta que a rainha malvada fez ao espelho: “...existe no mundo alguém mais bela do que eu?”... irada com a resposta - “a Branca de Neve”- ela se transformou em bruxa e foi à caça da rival.... Vamos “geopolitizar” e dirigir esta mesma pergunta para o “espelho” da Ásia? Na disputa de poder na região, quem é a “bruxa má” e quem é a “mocinha”? Eu me faço esta pergunta ao ler a matéria – “China´s “Peaceful Rise” Vanishes in Thin Air” - que o scholar e político indiano Shashi Tharoor publicou recentemente no site “Project Syndicate” a propósito da intensificação dos enfrentamentos entre tropas india...
Índia e China: mais do mesmo…(?)
China, Índia

Índia e China: mais do mesmo…(?)

Foto: Yogi Chopra - Cadeia montanhosa do Himalaia O site “Mundo ao Minuto” publicou no último dia 10 uma matéria relativa às escaramuças recentes entre tropas militares da Índia e da China nas linhas de fronteira entre ambas nas alturas geladas do Himalaia. São duas as regiões cuja soberania é disputada por elas: a primeira está localizada na região do Ladakh, no lado indiano, e da Província Autônoma de Xinjiang, no lado chinês. Esta é uma área praticamente deserta nas grandes altitudes da cordilheira, porém atravessada por uma rodovia que une duas regiões particularmente sensíveis para a RPC: a Província Autônoma de Xinjiang – onde se concentra o movimento separatista da etnia muçulmana Uighur - e o Tibete. Daí a sua importância estratégica para os chineses. A segunda está local...
Antes tarde… Bolsonaro na Índia… finalmente
Américas, Brasil, Índia

Antes tarde… Bolsonaro na Índia… finalmente

O presidente Jair Bolsonaro e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, durante reunião no Palácio do Planalto nesta quarta (13) — Foto: Alan Santos/PR O Presidente Jair Bolsonaro será o hóspede de honra do governo indiano nas celebrações do “Dia da República”/ “Republic Day”, no próximo dia 26, data em que a Índia comemora a entrada em vigor da sua Constituição, que veio substituir o status de “Domínio” do Raj Britânico, finalizando, assim, o seu traumático processo de descolonização. Juntamente com o dia 15 de agosto, data da sua independência, estas são as duas maiores efemérides políticas celebradas no país (as religiosas à parte... há muitas...). O convite foi feito quando o Primeiro-Ministro da Índia, Narendra Modi, participou da reunião dos BRICS em Brasília. Ser o convi...
A Caxemira: buscando entender a herança do colonialismo
Índia, Paquistão

A Caxemira: buscando entender a herança do colonialismo

O governo da Índia revogou, no último dia 05, dois artigos da sua Constituição que estabeleciam o estatuto especial que o Estado de Jammu-Caxemira gozava desde o período da independência do país, em 1947. Entre os “desfalques” legais estão o direito à Constituição própria e direitos exclusivos para a população autóctone. Com isto, a região perde sua autonomia e passa a ser tratada como qualquer outro estado da Índia. Quais seriam as consequências? Proponho aos amigos revisitar a História: A Coroa Britânica dominou a Índia de 1858 a 1947. Mas, ao final da II Guerra Mundial, exaurida, ela iniciou o processo de descolonização de seus territórios, começando pelo Raj Britânico. Para tanto, enviou a Delhi um jurista londrino, Sir Cyril Radcliffe, a quem incumbiu de desenhar, num gabine...
A respeito do Sufismo
Afeganistão, Índia, Paquistão

A respeito do Sufismo

Estou preparando uma série de palestras sobre o Islã para o curso de Relações Internacionais da ESPM. Este é um tema pelo qual tenho imenso interesse, sobretudo devido aos preconceitos que grassam no Ocidente a respeito da fé e da comunidade muçulmanas. Tendo servido ao longo da minha carreira em seis países onde o Islã é presença maior – Índia (a 3ª. maior comunidade muçulmana do planeta), Paquistão, Afeganistão, Bangladesh, Cazaquistão e Jordânia – e convivido com vários dos seus matizes – da severidade fundamentalista no Paquistão e Afeganistão ao “liberalismo” no Cazaquistão – decidi aprofundar os meus estudos sobre o Islã e compartilhar com os amigos o que pude aprender... E um dos temas que mais me fascinam nesse universo é o sufismo, a corrente mística que busca o contato dir...