China

Uma crônica a respeito de um velho senhor: o centenário do Partido Comunista Chinês
Ásia, China

Uma crônica a respeito de um velho senhor: o centenário do Partido Comunista Chinês

Hoje, 01 de julho, o Partido Comunista da China celebra seu centenário. Nesta data, em 1º de julho de 1921 o PCC era criado pelo líder revolucionário e fundador da República Popular, Mao Zedong. Na verdade o dia da celebração deveria ser 23/07, data efetiva da reunião de 13 pessoas numa casa da concessão francesa em Xangai, onde, inspirados pela revolução bolchevique soviética e com a ajuda do Gabinete do Extremo Oriente do Partido Comunista da União Soviética e do Secretariado do Extremo Oriente da Internacional Comunista, revolucionários chineses encontraram abrigo para lançar na clandestinidade o projeto de um regime que mudaria radicalmente a história da China. Atualmente, com cerca de 91,914 milhões de membros, segundo o senso de 2020, número relativamente modesto a se levar e...
Relação União Europeia e China
Ásia, China, Europa, Organizações Internacionais, União Europeia

Relação União Europeia e China

A União Europeia é uma das principais parceiras econômicas da República Popular da China, e vice-versa. Levando em consideração a sua meta de evoluir para uma economia sustentável, a China precisa subir na cadeia de valor e incentivar seu mercado interno, logo, necessita de todo apoio que lhe for possível. O bloco europeu é um parceiro fundamental para a China, tanto no âmbito das importações e exportações, quanto em matéria de investimento, já que é destino e fonte de investimento direto estrangeiro, uma vez que a China busca um ambiente estável e juridicamente seguro. Além disso, discutem e cooperam a respeito de política externa, segurança, prosperidade, desenvolvimento sustentável e intercâmbio de pessoas.  Em primeiro lugar, a UE e a China organizam, anualmente, um diálog...
Os BRICS e a vacina da Covid-19, mais uma chance perdida
Américas, Ásia, Brasil, BRICS, China, Europa, Índia, Organizações Internacionais, Rússia

Os BRICS e a vacina da Covid-19, mais uma chance perdida

REUTERS FILE PHOTO A vacinação para o Covid-19 está avançando e o mundo começa a respirar aliviado, mas ele esconde uma realidade muito mais dura e desigual no mundo em que vivemos. O acesso às vacinas, bem como sua produção, é resultado de relações de poder que só reforçam a desigualdade que existe entre os países. Assim que ficou claro o tamanho do problema com o Covid-19, os países mais ricos iniciaram seus esforços para produção de vacinas e para a compra ou bloqueio antecipado das vacinas a serem produzidas. Para se ter uma ideia, até o final de 2020 esses países já haviam garantido 3,8 bilhões de doses. A quantidade comprada por países como Estados Unidos e países europeus superavam largamente a sua população. Só os EUA, por exemplo, compraram vacinas que superavam 5 doses por...
O Império Contra Ataca: G7, EUA, RPC, etc
Américas, Ásia, China, Estados Unidos, Organizações Internacionais, União Europeia

O Império Contra Ataca: G7, EUA, RPC, etc

No segundo episódio do megassucesso de George Lukas, a “Guerra das Estrelas”, sob a liderança do vilão Darth Vader, o Império procura incansavelmente destruir através da galáxia o grupo dos amigos de Luke. — Han Solo, a Princesa Leia, entre outros. Luke fora treinado pelo Mestre Yoda a usar a Força. Quando finalmente Vader captura seus amigos, Luke precisa decidir se vai completar seu treinamento e se tornar um Cavaleiro Jedi ou confrontar Vader e salvá-los. Tem início o duelo final, e frente a Luke ferido, Vader diz que ambos podem se unir e governar a Galáxia. Luke se recusa a se juntar ao assassino de seu pai, mas Vader revela que ele é, na realidade, Anakin Skywalker, o seu pai. Luke se recusa a acreditar e, sem esperanças, se joga no abismo. Na queda, ele se segura em uma pequena...
Clash of Civilizations: os EUA, a RPC, a campanha “Stop Asian hate” e o tal do Jacaré…
Américas, Ásia, China, Estados Unidos

Clash of Civilizations: os EUA, a RPC, a campanha “Stop Asian hate” e o tal do Jacaré…

Protestantes na manifestação nacional Stop Asian Hate, em 27/03/2021 (Foto de Axel Koester) No último dia 17/03, um homem branco entrou em uma área de casas de massagem em Atlanta, nos Estados Unidos, e matou oito pessoas, seis delas mulheres descendentes de chineses e coreanos. No Reino Unido, no começo de março, um professor chinês de 37 anos foi espancado por quatro homens brancos que o xingaram de "vírus chinês". O aumento do preconceito e do ódio contra a comunidade asiática pode ser atribuído à disseminação de “fake news” que circulam desde o começo da pandemia, atribuindo aos asiáticos a proliferação do vírus, identificando-os como os únicos responsáveis pela doença, que, como sabemos, originou em Wuhan, na China. Para combater o espraiamento do preconceito nos EUA, um grupo ...
Como os britânicos veem seu papel no mundo em 2030 – e como estão se preparando para exercê-lo
África, Américas, Argentina, Ásia, China, Europa, Nigéria, ONU, OTAN, Reino Unido

Como os britânicos veem seu papel no mundo em 2030 – e como estão se preparando para exercê-lo

O Reino Unido acaba de divulgar um documento cuja leitura considero muito importante, fundamental mesmo, para quem se dispõe a compreender o jogo que as grandes potências estão a disputar na arena internacional. Nele, são apresentadas as revisões das políticas integradas de defesa e segurança, relações internacionais e desenvolvimento da Grã-Bretanha [1]. O documento tem, na introdução, a visão do Primeiro-Ministro Boris Johnson para o Reino Unido no ano de 2030. Em resumo, trata-se de uma visão otimista sobre o papel de seu país no mundo, que enxerga o Reino Unido como uma das mais influentes nações do planeta, com uma economia forte e que, em razão da ênfase na adoção de inovações científicas e tecnológicas, estará mais bem equipada para enfrentar um mundo ainda mais competi...
A arrogância do Ocidente e a ascensão da China
Américas, Ásia, China, Estados Unidos, Europa, Organizações Internacionais, União Europeia

A arrogância do Ocidente e a ascensão da China

Do latim progressus, vem a palavra progresso indica avanço, mudança de algo para melhor em relação ao passado. Ainda que a ideia seja antiga, os contornos que apresenta hoje foram forjados no Iluminismo, alcançando sua “automaticidade” com a Revolução Industrial. Assim, hoje nos acostumamos com a ideia de que hoje estamos numa condição melhor do que ontem e que continuaremos a avançar. Em si a proposta não é descabida, mas carrega o risco de nos tornarmos arrogantes, acreditando que hoje vivemos o que há de melhor (para uma leitura mais filosófica dessa perspectiva indico a leitura de A Rebelião das Massas, de Jose de Ortega Y Gasset). Especialmente em função das tecnologias, temos provas concretas de que estamos no momento de maior avanço na história da Humanidad...
O tabuleiro geopolítico: EUA x RPC < Oriente Médio
Américas, Ásia, China, Estados Unidos, Oriente Médio

O tabuleiro geopolítico: EUA x RPC < Oriente Médio

Presidente chinês Xi Jinping (direita) e Presidente iraniano Hassan Rouhani em 2016 (AP Photo/Ebrahim Noroozi). A matéria que o Estadão publicou no dia 28/03 – “China investirá no Irã US$ 400 bi em troca de petróleo” – levanta mais um tema importante na disputa entre chineses e americanos pela hegemonia mundial. Desta feita é o Oriente Médio o foco, região particularmente sensível do planeta, como sabemos. Segundo o artigo, o acordo que foi firmado pelo Chanceler chinês, Wang Yi, e seu contraparte iraniano, Javad Zarif, durante a recente visita que Wang fez a Teerã, prevê investimentos chineses em “uma dezena de setores, incluindo bancos, telecomunicações, portos, ferrovias, saúde e tecnologia da informação... A China concordou em investir US$ 400 bilhões (R$ 2,3 trilhões) no Irã du...
Os Uighures, a República Popular da China e o Ocidente
Américas, Ásia, Canadá, China, Estados Unidos, Europa, Organizações Internacionais, Reino Unido, União Europeia

Os Uighures, a República Popular da China e o Ocidente

Província chinesa de Xinjiang | Arte gráfica: VOA A nova fronteira da disputa entre a China e os Estados Unidos ultimamente está-se concentrando na região da República Autônoma de Xinjiang, oficialmente conhecida como “Região Autônoma Uighur de Xinjiang” (XUAR), no noroeste da China, onde vive a etnia Uighur, de religião muçulmana em sua grande maioria. Pequim está sendo acusada de internar indivíduos separatistas em campos de concentração e de esterilizar a população. O Presidente Joe Biden já se manifestou de forma contundente contra o que entende ser uma política deliberada do governo chinês de realizar uma “limpeza étnica” (“an ethnical cleansing”) na região. Casos documentados de trabalho forçado, separação familiar e destruição de mesquitas e outros locais religiosos complemen...
Joe Biden e o tabuleiro geopolítico asiático
Américas, Ásia, China, Estados Unidos

Joe Biden e o tabuleiro geopolítico asiático

Presidentes Xi Jinping e Joe Biden (em foto de 2015) - AP Photo/Carolyn Kaster Os especialistas têm-se empenhado, nestes primeiros meses de governo, em decifrar os primeiros sinais da estratégia que a administração do Presidente Joe Biden irá desenvolver com relação à China. A pergunta que eles se fazem é se teriam continuidade as práticas de demonização da República Popular da China de Donald Trump, e a “guerra comercial” em que se engalfinharam, desestabilizando não somente o comércio entre os dois hegemons, senão também afetando a todos os demais países, forçados a conviver e eventualmente tomar maior ou menor partido nesta briga de gigantes, da qual, por exemplo, a tecnologia 5G é uma clara evidência. Na “era Trump”, alguns deles alinharam-se com Pequim, por diferentes razões e ...