Argentina

Brasil perde espaço para China na América do Sul
Américas, Argentina, Ásia, Brasil, China

Brasil perde espaço para China na América do Sul

Presidentes Jair Bolsonaro (Brasil) e Xi JinPing (China) O Brasil é um país com tamanho desproporcional em relação a seus vizinhos, especialmente em termos econômicos. O resultado disto é que o país acaba desempenhando "naturalmente" uma força gravitacional, fazendo com que os demais países sul-americanos acabem tendo suas economias muito dependentes com a economia brasileira. Essa condição não era diferente nem mesmo quando considerávamos a outra grande economia da região: Argentina. Historicamente os argetinos tinham no Brasil o maior destino de suas exportações. Em setembro e outubro de 2019 a China ocupou essa primazia, sendo o principal destino das exportações argentinas. Foi por uma diferença pequena e durou só esses dois meses, o que parecia ser algo transitório. Mas a rea...
A importância das Ilhas Malvinas para o Brasil
Américas, Argentina, Brasil, Estados Unidos, Reino Unido

A importância das Ilhas Malvinas para o Brasil

Mapa dae posicionamento das Ilhas Malvinas/Falklands No final de 2019 começou a operação de uma rota aérea comercial entre São Paulo e as Ilhas Malvinas. Esse vôo não é simplesmente o lançamento de mais uma rota para exploração comercial, mas mais um passo – quase que simbólico – sobre uma mudança importante que vem ocorrendo entre a Argentina e as Ilhas Malvinas (ou Falklands, a depender do ponto de vista). Durante os 12 anos dos governos Néstor Kirchner e Cristina Fernández (2003 a 2015) a relação entre a Argentina e o Reino Unido, entorno das Malvinas/Flaklands era mais dependente da discussão da soberania e da militarização crescente do Atlântico Sul. Já sob o governo de Mauricio Macri houve uma tendência à mudança desta forma de relacionamento. Já em 2016 foi celebrado o acordo...
A derrota política do neoliberalismo na Argentina e o futuro brasileiro
Américas, Argentina, Brasil, Estudos

A derrota política do neoliberalismo na Argentina e o futuro brasileiro

A vitória de Alberto Fernández e Cristina Kirchner nas eleições presidenciais da Argentina representou um enorme golpe para os movimentos de centro-direita na América Latina. Entre os muitos artigos jornalísticos da imprensa local e de análises especializadas internacionais que circulam desde as eleições primárias na Argentina – em agosto passado e que indicavam uma inevitável derrota de Macri – há um consenso em torno do fracasso econômico do seu governo, sobretudo pela aumento da inflação e endividamento público. [1] O fato dos analistas vincularem a derrota de Macri a políticas econômicas neoliberais acende um alerta para o atual governo brasileiro que se apoia no radicalismo neoliberal como politica econômica. O fracasso do neoliberalismo econômico de Macri se deu apesar de ele se...