França

Os impactos da segunda onda do Coronavírus na economia europeia
Alemanha, Europa, França

Os impactos da segunda onda do Coronavírus na economia europeia

Autoras Isabela Paez Halak e Natália Yuri Kitayama Após a estagnação econômica devido à primeira onda do Coronavírus na Europa, a economia europeia retomou seu crescimento lentamente. Entre julho e setembro, o PIB dos países da União Europeia cresceu 12,1%. No entanto, as possíveis restrições com a segunda onda do vírus preveem uma nova recessão. Segundo uma previsão feita em novembro da Comissão Europeia, o PIB da zona do euro diminuirá em 7,8% este ano e a recuperação em 2021 será lenta, com crescimento de 4,2%, o que demonstra uma diminuição de 1,9% em relação à estimativa de julho. Esses números são resultados das novas medidas de restrição adotadas pelos europeus. A Alemanha, a maior economia da União Europeia, impôs um lockdown que fechou bares, restaurantes, cinemas, t...
A relação entre França e Islã continua conflituosa
Europa, França

A relação entre França e Islã continua conflituosa

Protestantes denunciando o presidente Emmanuel Macron em Srinagar Autores Beatriz Canazzo Santáguita e Pedro Henrique de Castro Gonçalves Uma sucessão de ataques terroristas por grupos radicais islâmicos continua acontecendo na França, o país que possui a maior população na Europa de origem muçulmana. Após a morte do professor Samuel Paty, o Presidente da França, Emmanuel Macron, planeja um plano de ação contra o radicalismo islâmico, prevendo em seus discursos a contenção dessa ideologia radical pelo fato da religião estar acima da democracia e não coincidir com os valores do país. Em resposta a Macron, ocorreu no final de outubro um ataque à faca na Basílica de Notre-Dame em Nice, ocorrendo a morte de 3 pessoas, dentre elas uma brasileira. Durante o ocorrido, foi afirmado que o...
Segunda onda da Covid-19 na Europa
Alemanha, Bélgica, Europa, França, Reino Unido

Segunda onda da Covid-19 na Europa

ECDC’s visualisation on the distribution of COVID-19 cases in EU/EEA and the UK, retrieved on 14 April 2020. Autoras: Lara Cristal Gonçalves e Mariana Clemente A Europa está enfrentando a segunda onda da pandemia, um aumento disparado no número de novos casos e de mortes. Alguns países como a Bélgica, França, Alemanha e Reino Unido decretaram medidas sanitárias, fechamento de alguns estabelecimentos e até mesmo toque de recolher para seus cidadãos.  Antes de tudo, é preciso ressaltar que um estudo de instituições europeias mapeou uma mutação do Sars- CoV-2 que vem se espalhando pelo continente. A pesquisa que encontrou essa mutação ainda não foi disponibilizada, logo, ainda não passou pela revisão de cientistas, o que é essencial para validar as descobertas (UOL, 2020). D...
Relação França e Islã: como era e como está
Europa, França

Relação França e Islã: como era e como está

REUTERS/Charles Platiau Autores: Beatriz Canazzo Santáguita e Pedro Henrique Gonçalves A França é o país que possui a maior população muçulmanos dentre os países da União Europeia (UE), tendo atualmente 5 milhões de muçulmanos, o que representa 7% da população francesa. Porém, mesmo com essa considerável parcela de habitantes, a relação entre a França a população islâmica vem se deteriorando devido à ascensão do separatismo islâmico, um islamismo radical que ignora as leis da república e promove a violência. Em resposta a esse movimento, em outubro de 2020, o Presidente, Emmanuel Macron prometeu em seu discurso lutar contra esse fanatismo, a princípio, aumentando a vigilância sobre as pessoas que praticam a doutrinação de qualquer religião dentro das escolas, visto o conceito de laï...
Memorial do Claustro
Ásia, Estados Unidos, Europa, França, Laos

Memorial do Claustro

A propósito de uma matéria do "Fantástico" sobre as bombas no Laos COPE - Laos. Foto de Fausto Godoy - Arquivo pessoal. O programa ”Fantástico” de hoje apresentou uma matéria pungente sobre a questão das minas que ainda não foram desativadas no Laos e que causam enormes danos físicos à população. Recapitulando a questão: O bombardeio dos EUA no Laos (1964-1973) foi parte de uma tentativa da “Central Intelligence Agency”/C.I.A. de erradicar o grupo “Pathet Lao”, aliado ao Vietnã do Norte e à União Soviética durante a Guerra do Vietnã (1955-1975). No contexto da Guerra Fria, o Laos, oficialmente neutro, tornou-se um dos principais campos de batalha entre os Estados Unidos e a China / União Soviética. Foto de Fausto Godoy - Arquivo pessoal. O empenho dos americanos em salv...
A parálise da OMC ou o fim da ordem econômica mundial que conhecemos
Américas, Arábia Saudita, Banco Mundial, Brasil, China, Estados Unidos, Estudos, Europa, FMI, França, GATT, OIC, OMC, Organizações Internacionais, Rússia

A parálise da OMC ou o fim da ordem econômica mundial que conhecemos

Prédio da OMC, em Genebra A recente e profunda crise da Organização Mundial do Comércio (OMC) é apenas o mais recente sinal do definhamento da ordem econômica mundial. Em artigo de opinião recentemente publicado pelo Washington Post, o professor em política internacional Daniel Drezner antevê o fim da ordem econômica liberal como a conhecemos.[i] De fato há indícios que a economia mundial entra em uma a nova (des)ordem econômica baseada no protecionismo. Não se trata somente do fim do liberalismo como arrazoado pelo Prof. Drezner, corremos também o risco de chegar ao fim do princípio da cooperação econômica. A ordem econômica mundial que conhecemos foi forjada a ferro e fogo ao término da segunda Guerra Mundial e expandida desde o fim da guerra fria. Colocada em marcha no ocidente a pa...
La nave va (II)… ou a visita de Xi Jinping à Europa
China, Europa, França, Itália

La nave va (II)… ou a visita de Xi Jinping à Europa

Xi Jinping acaba de retornar à China após uma viagem de “sedução” à Itália e França na busca de convencer os dois governos a integrar o seu ambicioso projeto de unir a Ásia à Europa e à África na reconstituição da que foi a maior via de integração econômica e civilizacional da História da humanidade: a Rota da Seda. Conforme se sabe. a “Road and Belt Initiaitive” de sua inspiração, amparada pelos trilhões de dólares de reservas de que a RPC dispõe para concretizar o projeto, busca consolidar o sonho do mandatário chinês de, pela integração intercontinental, transformar a economia chinesa na mola motora da geoeconomia pós-industrial. Ela vai “in tandem” com o seu outro projeto, igualmente ambicioso, o plano “Made in China 2025”, que elegeu dez setores de ponta para elevar a Repúbli...