ISSN 2674-8053

Alemanha

Retrospectiva de Angela Merkel perante as eleições da República Federal Alemã de 2021
Alemanha, Europa

Retrospectiva de Angela Merkel perante as eleições da República Federal Alemã de 2021

Angela Merkel (Reuters) Há muito se discute sobre as novas eleições que estão previstas a ocorrer na Alemanha, no segundo semestre de 2021. Com o fim do mandato de Angela Merkel, que completou 12 anos como Chanceler da Alemanha, a preocupação com os resultados das novas eleições é cada vez maior no cenário político internacional contemporâneo. Nascida em Hamburgo em 1954, a líder alemã iniciou sua carreira no mundo da política em 1989 entrando no movimento Despertar Democrático, que durou até a reunificação da Alemanha Ocidental com a Alemanha Oriental em 1990. Merkel está no meio político até a atualidade. Entretanto, ela atingiu o seu maior nível de reconhecimento e poder apenas quando assumiu o cargo de chanceler da Alemanha pelo CDU, no ano de 2005. Angela Merkel é filiada aos p...
Os impactos da segunda onda do Coronavírus na economia europeia
Alemanha, Europa, França

Os impactos da segunda onda do Coronavírus na economia europeia

Autoras Isabela Paez Halak e Natália Yuri Kitayama Após a estagnação econômica devido à primeira onda do Coronavírus na Europa, a economia europeia retomou seu crescimento lentamente. Entre julho e setembro, o PIB dos países da União Europeia cresceu 12,1%. No entanto, as possíveis restrições com a segunda onda do vírus preveem uma nova recessão. Segundo uma previsão feita em novembro da Comissão Europeia, o PIB da zona do euro diminuirá em 7,8% este ano e a recuperação em 2021 será lenta, com crescimento de 4,2%, o que demonstra uma diminuição de 1,9% em relação à estimativa de julho. Esses números são resultados das novas medidas de restrição adotadas pelos europeus. A Alemanha, a maior economia da União Europeia, impôs um lockdown que fechou bares, restaurantes, cinemas, t...
Segunda onda da Covid-19 na Europa
Alemanha, Bélgica, Europa, França, Reino Unido

Segunda onda da Covid-19 na Europa

ECDC’s visualisation on the distribution of COVID-19 cases in EU/EEA and the UK, retrieved on 14 April 2020. Autoras: Lara Cristal Gonçalves e Mariana Clemente A Europa está enfrentando a segunda onda da pandemia, um aumento disparado no número de novos casos e de mortes. Alguns países como a Bélgica, França, Alemanha e Reino Unido decretaram medidas sanitárias, fechamento de alguns estabelecimentos e até mesmo toque de recolher para seus cidadãos.  Antes de tudo, é preciso ressaltar que um estudo de instituições europeias mapeou uma mutação do Sars- CoV-2 que vem se espalhando pelo continente. A pesquisa que encontrou essa mutação ainda não foi disponibilizada, logo, ainda não passou pela revisão de cientistas, o que é essencial para validar as descobertas (UOL, 2020). D...
O acordo entre União Europeia e o Mercosul
Alemanha, Américas, Argentina, Brasil, Europa, Mercosul, Organizações Internacionais, Paraguai, União Europeia, Uruguai

O acordo entre União Europeia e o Mercosul

Autores: Bruna Barrento e Maria Julia Zito No cenário sulamericano, o Mercado Comum do Sul (Mercosul) consiste em uma união aduaneira entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Nesse sentido, os integrantes desse acordo possuem tarifas externas comuns. Ao passo que no cenário europeu, a União Europeia consiste em uma união política e econômica com livre circulação de pessoas, serviços e capitais entre 27 economias da Europa. Acrescenta-se que tais uniões configuram uma relação majoritariamente econômica. Ademais, em 2019, a UE se apresentava como segundo maior parceiro comercial do Mercosul. Com isso, resolveu-se estabelecer uma macroestrutura para amparar a relação entre os dois blocos. Dessa forma desde 1999  iniciaram-se negociações acerca da elaboração de um acordo que f...
O (Des)Caso dos refugiados: uma questão humanitária e europeia.
Alemanha, Europa, Grécia, Hungria, Oriente Médio, Polônia, República Checa, Suécia

O (Des)Caso dos refugiados: uma questão humanitária e europeia.

Incêndio no campo de refugiados Moria, na Grécia. (Foto ANSA) Autores: Ana Reis e Otávio Rauen No dia 09 de setembro, um incêndio na ilha grega de Lesbos, no Campo de Refugiados de Moria, incitou a realocação em massa das 13.000 pessoas oriundas majoritariamente de zonas de conflito no Oriente Médio. O ocorrido teve início depois de um protesto no campo gerado pela rígida quarentena imposta após a detecção de casos de COVID-19 (El País, 2020). Após isso, em 16 de setembro, seis jovens afegãos com menos de 20 anos foram acusados pelas autoridades gregas por terem envolvimento no acontecimento (Estadão, 2020). As condições humanitárias dentro do campo de Moria eram extremamente precárias: superlotação, insalubridade, falta de água, ausência de saneamento básico e outros fatores qu...